segunda-feira, 2 de setembro de 2013

CARTA POEMA PARA JOÃO CABRAL DE MELO NETO

Será lançado amanhã, em Brasília, o livro Cartas ao poeta dormindo.

Leia, em primeira mão, a carta poema escrita por Antonio Ventura, um dos autores do livro.
  
CARTA POEMA PARA JOÃO CABRAL DE MELO NETO


“Saio de meu poema
como quem lava as mãos.”
 João Cabral de Melo Neto
Um dia, João, ainda moço
fui beber da fonte de seus versos
contidos, matemáticos, racionais
montados pedra sobre pedra
de sua precisa engenharia.

Foi meu primeiro aprendizado
pela pedra. Não obstante, João,
ainda restou comigo a emoção
da poesia esparramada
em sol, em luas, mares exclamativos,
praias cheias de espumas...
de tardes brancas como o ar.



Mas me contenho quando o pássaro
aparece em minha janela
e não sei mais o nome desse pássaro
que é só plumas e voo.
Mas é um pássaro, objeto concreto
da poesia, como também é objeto
da poesia, a janela que se abre para o infinito.

Aprendi com você, João,
que um poeta sozinho não tece a manhã.
Por isso chamei os poetas sem nome
nos jornais, anônimos, mas que aos milhares
anunciam nas madrugadas seus gritos
de galos para uma humanidade
que já não sei dizer o nome:
Se bomba, ou flor.

Aprendi com você, João,
que o pássaro é tão mineral
como o pássaro que tento
segurar na folha branca.

Assim como é mineral,
não somente a flor que brota
nos jardins, nos asfaltos,
mas também é mineral a flor
clara, perfumada, transparente
que permanece na folha branca
onde o poeta escreve.

Tudo é mineral, João,
até a lâmina que corta nossa carne
a terrível lâmina do tempo
que corta a flor e o pássaro,
seca os rios, o Capibaribe,
transformando toda beleza em fezes.

E por falar em beleza, João,
a beleza é tão mineral
que saio de meu poema
com as mãos ensanguentadas
de poesia. E não lavo
minhas mãos.

Descanse em paz, João,
que a eternidade é toda mineral.
Aqui continuamos vivendo
nossa vida severina.
                
 Antonio Ventura


 Autor de O catador de palavras

Um comentário:

  1. “IX CONCURSO PLÍNIO MOTTA DE POESIAS”

    A Academia Machadense de Letras (Machado-MG / Brasil) comunica a realização em novembro de 2013 de seu IX Concurso de Poesias. Para receber gratuitamente o regulamento em arquivo PDF, entre outras informações, favor entrar em contato através do e-mail: machadocultural@gmail.com

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário ou mensagem para o autor.